Terça-feira, 02 de outubro de 2018 19:12

JFAL é a primeira a implantar funcionalidades do PJE para processos em segredo de justiça

A Secretaria Judiciária (SJ) do Tribunal Regional Federal  da 5ª Região – TRF5 vem promovendo capacitações para procuradores e servidores do Ministério Público Federal, defensores públicos e delegados da Polícia Federal, com o objetivo de apresentar as novas funcionalidades do Processo Judicial Eletrônico (PJe), com foco nos processos que tramitam em segredo de justiça. 

A JFAL foi a primeira Seção Judiciária a implantar as novas funcionalidades.  
A nova ferramenta trouxe melhorias no controle de segredos do processo. No painel de acesso aos documentos no PJe, utilizado por procuradores, defensores e delegados, será possível fazer um controle de forma mais efetiva. 

O usuário pode, por exemplo, determinar quem poderá visualizar o documento e quem poderá atuar  no processo, sem o auxílio do Tribunal ou Seção Judiciária, e sem precisar migrar para outros sistemas.

Segundo o diretor da terceira vara federal, Gunnar Trennepohl, a disseminação das informações sobre a ferramenta para outras instituições é fundamental. “O TRF5 criou a funcionalidade para atender aos clientes externos da Justiça. Antes, eles tinham acesso ao processo, mas não conseguiam controlar a visibilidade”.

 

Autor: Ascom/Jfal com fontes do TRF5